Acesse!

Novo Layout + Dicas de Leitura: Depois de um bom tempo sem atualizações, estamos de volta com um novo design e algumas dicas bem legais para livros.

Clique aqui para ler o post

Em Breve!

Inspire-se: Minhas It Girls Favoritas! Escolhi algumas das famosas que mais me inspiram na hora de me vestir para mostrar à vocês.

Clique aqui para ler o post

Em Breve!

30 Tatuagens que eu faria! Gosto muito de tattos e decidi pesquisar algumas fotos bem legais de algumas que eu faria e que podem inspirar vocês também.

Clique aqui para ler o post

Widget

Widget

13 de mar de 2014

Novo Layout + Dicas de Leitura!

Hey, angels :) What's up?


Não sei se vocês acompanham a ask.fm do blog, mas eu avisei os motivos do blog ter ficado fechado por tanto tempo. Finalmente estou de volta e com um novo design. Eu, pessoalmente, gostei bastante do resultado final. Algumas coisas estão bem diferentes do que costumo fazer, como a sidebar, porque achei que já era hora de mudar um pouquinho. Não tem nenhum tema específico, talvez as cores azul e roxo. Por esse motivo, acabei nomeando o novo layout com uma música que tenho escutado bastante: Counting Stars (One Republic). Vocês podem escutar essa e outras mais na playlist do blog que fica no primeiro gadget. Ah, vocês devem ter notado que agora vários blogs tem um tipo de agenda, listando os próximas postagens e tudo mais. Resolvi fazer diferente e adicionei essas três imagens logo abaixo do cabeçalho. É só passar o mouse nelas para ver o post mais recente e o que vem por aí. Não se esqueçam também que temos várias vagas para afiliação e vocês podem conversar comigo sobre isso na ask.fm, na página do facebook do blog ou até mesmo pelos comentários.
Além dessas novidades, resolvi trazer para vocês três indicações de leitura para quem está com vontade de ler, mas não tem ideia de qual livro tentar. Vamos lá? Sigam-me os bons!

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez". Não comprei o livro: peguei emprestado com uma grande amiga e pretendo ler as outras obras de John Green, como Cidades de Papel e O Teorema de Katherine.
Opinião: esse foi um livro até que muito criticado, mas eu, pessoalmente, amei. A Alasca, apesar de uma atitude duvidosa que me atormenta até agora, foi a minha personagem favorita. Miles não chegou a ser um personagem maravilhoso para mim, mas me agradou em algumas situações. Seu melhor amigo, conhecido como Coronel, é muito divertido. Na verdade, o livro em si é muito divertido. Foi uma leitura bem gostosa. John Green trás mais frases incríveis e lições válidas nas entrelinhas. Não cheguei a chorar, porém cada uma das emoções me atingia. Alegria, tristeza, amor, raiva... Foi uma experiência completa.

Kylie Galen está na pior. Seus pais vão se divorciar, seu namorado acaba de romper com ela e, uma noite depois de ser presa por estar na festa errada, com as pessoas erradas e na hora errada, sua mãe a manda para Shadow Falls - um acampamento para adolescentes problemáticos, localizado numa cidade chamada Fallen no meio de uma misteriosa floresta, e isso muda sua vida para sempre. Poucas horas depois de chegar, ela descobre que seus colegas não são apenas "problemáticos". Kylie nunca se sentiu normal, mas também não se considera uma daquelas aberrações paranormais. Ou será que é? Em Shadow Falls, vampiros, lobisomens, metamorfos, bruxas e fadas aprendem juntos a desenvolver seus poderes, controlar lua magia e viver no mundo normal. No entanto, as coisas tomam um rumo diferente quando Derek e Lucas entram em cena. Derek é um fae que possuí poderes mágicos e quer a todo custo namorar a Kylie, e Lucas, um lobisonem com quem ela partilha um passado secreto. De início, tudo o que Kylie deseja é sair de Shadow Falls e voltar para casa. Porém, com Derek e Lucas ocupando um lugar cativo em seu coração, e depois descobrir que ela própria tem estranhos poderes, talvez sua vida nunca mais volte a ser a mesma. 
Opinião: a série me cativou em todos os sentidos. Foi uma leitura extremamente rápida e gostosa. Admito que não consegui parar de ler assim que comecei. Kylie é uma adolescente que tem alguns problemas. Seus pais resolvem se divorciar, sua avó morreu, seu namorado decide deixá-la e vê um soldado que ninguém mais enxerga. Ela é a única que consegue ver o fantasma, por isso é mandada para uma analista que, por um acaso, indica o acampamento Shadow Falls para sua mãe, já sabendo o que a aguardaria ao chegar lá. Kylie nega o tempo todo que é sobrenatural, considerando ser apenas louca ou ter um tumor cerebral. Isso me incomoda um pouco, já que na minha opinião está evidente: ela faz sim parte do acampamento, ora essa! Vê fantasmas e... Nasceu à meia-noite. Aos poucos, Kylie passa a perceber que não é tão normal quanto sempre achou que fosse. Quando leio triângulos amorosos, costumo rapidamente tomar um partido. Ao ler a Saga Crepúsculo, preferi Edward o tempo inteiro. Enquanto lia Jogos Vorazes, tinha certeza de que Peeta era o meu favorito. Com Nascida à Meia-Noite foi diferente. Ainda não consegui decidi quem gosto mais: de Derek, o incrivelmente fofo fae, ou de Lucas, o misterioso e sexy lobisomem. A obra é cercada de mistérios e fiquei apaixonada pelo livro dês das primeiras páginas. É uma linguagem bem jovem e super fácil de entender. As situações do dia-a-dia também estão presentes, juntamente com os enigmas que o sobrenatural esconde. 

 Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.
Opinião: na verdade, ainda não posso dar minha opinião completa sobre o livro. Comecei a ler, mas infelizmente tive que dar uma pausa por causa da escola. Ainda sim, já pude perceber que a leitura é muito interessante, principalmente para os amantes de mitologia. Também não posso falar muito sobre os personagens, mas a Kelsey é uma adolescente como qualquer outra, bastante determinada e muito imprudente. Algumas vezes questiono sua inteligência. Ren tem sido incrível, muito doce. Estou louca para terminar a obra e ler os próximos livros!
Essa postagem foi boa para quem estava com saudades dos meus textos gigantes, [risos]. Como são três livros, coloquei a sinopse e uma opinião sobre cada um. Admito que falei um pouco demais sobre Nascida à Meia-Noite, mas tenho bastante a dizer, já que estou no último livro da série. Já leram esses livros? O que acharam? Se não, pretendem ler algum?
Não se esqueçam das considerações que escrevi no início e nem de me contar o que acharam do novo layout. Como já disse, realmente amei o novo design.

Bom, por hoje é só.
Espero que tenham gostado.
Beijos,

Mrs. Nightshade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário